sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Descendente de Reis e Rainhas, nobres e grandes homens e mulheres




"Não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro alor do homem é o seu caráter, suas ideias e a nobreza de seus ideais."Charles Chaplin


A linhagem de minha mãe a partir de sua avó paterna, Francisca de Paula Garcia de Oliveira vem de uma linha real- a partir de sua avó paterna Bernardina Maria de Sátira, chegamos então a Elizabeth Sinclair, casada com Sir John Drummond IV e filha de Henry Sinclair e Baronesa Jean Haliburton, bisneta do Rei Robert  II da Escócia.

Este foi o Rei da Escócia de 1371 até sua morte, sendo também o primeiro monarca escocês da Casa de Stuart. 
Era filho de Valter Stuart, 6.º Alto Comissário da Escócia e Marjorie Bruce, filha de Roberto I da Escócia e Isabel de Mar.

Desta linhagem remontam outros nobres e grandes, entre eles: 
Ricardo II da Normandia, nascido em 23 de agosto de 970, na Normandia, França –e falecido em 28 de agosto de 1026, na Normandia), chamado de O Bom (Francês: Le Bon), foi o filho mais velho e herdeiro de Ricardo I o Destemido e Gunnora.
Ricardo sucedeu a seu pai como Duque de Normandia em 996, mas cinco anos de seu reinado foram gastos no condado de Rodolfo de Ivry na tentativa de acabar com uma revolta camponesa na região.
Ricardo II, rei a Normandia (hoje França)

Ainda há: Thierry III  ou Theodorico rei da Borgonha( França) - Filho de Clovis II.
Rei Clovis, I rei dos Francos, seu pai Dagoberto I
Verica, Pincesa da Suécia, Rainha da França casada com Meroveu, (nascido em 411 e falecido em ca. 458) é o lendário fundador da dinastia merovíngia de reis francos. 
Ele foi rei dos francos sálios nos anos depois de 450. Sobre ele não existem registros contemporâneos e há pouca informação nas histórias posteriores dos francos. Gregório de Tours registra que possivelmente ele tenha sido filho de Clódio. Ele supostamente liderou os francos na Batalha de Chalons (ou Batalha dos Campos Cataláunicos) em 451.

Por outro ramo, ainda com o mesmo início, encontramos um dos nomes mais conhecidos desta genealogia -  Henrique I, Rei da Inglaterra.

Henrique I ( nascido em 1068 – Selby, la-Forêt, e falecido por coincidência da data de nascimento de minha mãe-  1º de dezembro de 1135), também conhecido como Henrique Beauclerc, foi o Rei da Inglaterra de 1100 até sua morte em 1135. Era o quarto filho de Guilherme I de Inglaterra e foi educado em latim e artes liberais. Quando seu pai morreu em 1087, seus irmãos mais velhos Guilherme, o Ruivo e Roberto Curthose herdaram a Inglaterra e a Normandia, respectivamente, e nada ficou com Henrique. Ele acabou comprando de Roberto o Condado de Cotentin no leste da Normandia, porém seus irmãos o depuseram em 1091.
Henrique gradualmente reconstruiu seu poder em Cotentin e aliou-se com Guilherme contra Roberto. Ele estava presente quando o irmão morreu em um acidente de caça em 1100, tomando rapidamente o trono inglês e prometendo corrigir muitas das políticas impopulares de Guilherme. Henrique casou-se com Edite da Escócia, porém continuou a ter várias amantes, com quem teve vários filhos ilegítimos.

Considerado por seus contemporâneos como um governante severo e eficiente, Henrique habilidosamente manipulou os barões ingleses e normandos. 
Na Inglaterra, ele se baseou no já existente sistema jurídico anglo-saxão, nos governos locais e nos impostos, porém também fortaleceu outras instituições, como o erário público real e as justiças itinerantes. A Normandia também era governada através de um sistema de justiças e um erário público. Muitos dos oficiais que cuidavam do sistema de Henrique eram "homens novos", indivíduos de nascimento relativamente baixo que subiram na sociedade como administradores. O rei encorajava a reforma eclesiástica. 



Rei Henrique I, Rei da Inglaterra

Seu pai Guilherme I O Conquistador, Guilherme I da Inglaterra (em francês: Guillaume Ier d’Angleterre; em inglês: William I of England), dito o Conquistador(Guillaume le Conquérant; William the Conqueror; Falaise, cerca de 10281 - perto de Ruão, 9 de Setembro de 1087), também conhecido Guilherme II da Normandia (Guillaume II de Normandie; William II of Normandy), foi o primeiro rei normando daInglaterra, do Natal de 1066 até a sua morte. Ele também foi duque da Normandia de 3 de julho de 1035 até a sua morte. Antes de conquistar a Inglaterra, ele era conhecido como Guilherme, o Bastardo (Guillaume le Bâtard; William the Bastard) devido àilegitimidade de seu nascimento.

Um exemplo do legado de Guilherme nos tempos modernos pode ser visto no Memorial de Bayeux, um monumento erigido pela Grã-Bretanha na cidade normanda de Bayeux em honra aos mortos na Batalha da Normandia durante a Segunda Guerra Mundial. A inscrição em latim no memorial diz NOS A GULIELMO VICTI VICTORIS PATRIAM LIBERAVIMUS que em tradução livre, diz: "Nós, que uma vez fomos conquistados por Guilherme, agora libertamos a terra do Conquistador" .
O sistema de numeração da coroa inglesa (ou britânica) considera Guilherme o fundador do Estado da Inglaterra. Casado com Matilde de Flandres, descendente de  Rober II, o Piedoso.

Guilherme I, O Conquistador
Robert II, O Piedoso ou O Sábio- foi rei dos francos de 996 até sua morte. O segundo membro reinante da Casa de Capeto , ele nasceu em Orléans para Hugo Capeto e Adelaide da Aquitânia .
Selo de Robert II

Outro nome lendário de nossa Árvore Genealógica é o  de  Edmundo II (nascido em 989 e falecido  30 de Novembro, 1016) foi Rei de Inglaterra em 1016, sucedendo ao seu pai, Etelredo II. Ficou conhecido como "Edmundo Ironside" (Edmundo, o braço de ferro), pelos esforços que empreendeu para conter o avanço dos vikings liderados por Canuto.
Edmundo II subiu ao trono em Londres numa altura de crise em que Canuto, o Grande havia sucedido a Sueno I na Dinamarca e grande parte de Inglaterra. Depois de algumas negociações, Canuto concedeu o reino de Wessex a Edmundo e acordaram que o que vivesse mais tempo herdaria o conjunto da Inglaterra. Como Edmundo morreu pouco tempo depois, possivelmente assassinado, Canuto tornou-se rei de toda a Inglaterra.
Edmundo II e sua esposa Ealdgyth foram pais de 2 filhos: Eduardo (mais tarde denominado Eduardo, o Exilado) e Edmundo. Os dois meninos eram ainda pequenos quando o pai morreu, e Canuto, o Grande ordenou que fossem enviados para a Suécia e ali fossem assassinados. Entretanto, eles foram secretamente enviados a Kiev, e afinal para a Hungria.

É uma honra fazer tantas descobertas a cada dia a respeito de minha História Familiar, sou grata por estes nomes conhecidos e por aqueles nobres e grandes que não fizeram parte da História da Humanidade por suas realizações,  mas, cujas escolhas foram fundamentais para minha existência e a de meus filhos. 


"A nobreza do homem procede da virtude, não do nascimento."Epicleto



5 comentários:

  1. Olá, gostei da sua publicação e gostaria de dizer que também tenho em minha ascendência vários monarcas, incluindo alguns citados aqui por você. Como exemplo, citarei Robert II e Clovis I. Veja minha ligação com eles:

    Robert II: http://www.geni.com/path/Fabiano+is+related+to+Robert-II-the-Pious-King-of-the-Franks?from=6000000019335525724&to=6000000005910721929


    Clovis I: http://www.geni.com/path/Fabiano+is+related+to+Clovis-I-the-Great-King-of-the-Franks?from=6000000019335525724&to=6000000005913350166

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo trabalho! também eu sou descendente de monarcas portugueses e ingleses chegando à Clovis I e Clotilde.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo trabalho! também eu sou descendente de monarcas portugueses e ingleses chegando à Clovis I e Clotilde.

    ResponderExcluir
  4. Olá, ótimo texto. Minha ascendência é na primeira monarquia de Portugal, Borgonha. Bom saber que ainda existem pessoas que se interessam por tais assuntos.

    ResponderExcluir
  5. Será se eu sou descendente de monarcas da Suécia?, é porque meu sobrenome é Gustavo e quase todos da minha família tem o mesmo sobrenome.

    ResponderExcluir